A biografia de Steve Jobs - Uma fábula sobre o delegar

A biografia de Steve Jobs -  Uma fábula sobre o delegar

Era uma vez, num reino qualquer em meio a tantos outros reinos do interior, um grupo de aldeões que decidiram se confraternizar na celebração do Natal. Em meio a muita comida, bebida, risadas e alguns comentários sobre a família, chegou o desejadíssimo momento de revelar o aldeão secreto, um escambo de presentes para fazer a todos felizes (e gastar menos, é claro!!!).

Onairda, um fanático por tecnologia, havia pedido um monólito no qual estava encravada a história de Steve Jobs, um famoso aldeão, cuja obra mais famosa era uma pintura rupreste com uma maçã preta com o seu lado direito mordido. Ao tocar a maçã com a ponta dos dedos, podia-se observar as notícias de outras aldeias mais rapidamente do que aquela pedra pesada com uma janelinha torta colorida... mas enfim, voltemos a revelação. Onairda, apesar de querer a biografia, ganhou um vale presente de Erdna, alguém por quem tinha uma profunda afeição. Anaibaf, que não havia escolhido nenhum presente, foi quem ficou com o monólito, que recebeu de Mairim, representando a Asilanom (que não havia ido a festa). Mairim, por sua vez, havia comprado um livro para Alebasi e, por ser muito barato, deveria ter dado um vale presente complementar, mas se esqueceu.

No fim da festa, alguém encontrou um pacote com uma deliciosa essência retiradas das mais frescas flores do reino e que não havia sido dado a ninguém. Alguém se comunicou, por sinais de fumaça, com a Asilanom que disse que sim, a essência era seu presente para Anaibaf, que o recebeu e devolveu o monólito para o grupo; imaginava-se que ele seria de Onairda; porém, como ele já havia recebido o vale presente, imaginava que seria o suficiente para fazer o escambo na monoliteca. Por comunicação via tambores, Erdna comentou que havia delegado a tarefa da compra do monólito para Mairim, que negou veementemente... Ela havia ido à monoliteca comprar um livro e um vale presente para Alebasi, mas não havia comprado a biografia do Jobs.

Então, de quem seria tal biografia?

Solução do problema:

Erdna delegou a missão de comprar a biografia, porém, para Onurb, marido de Asilanom e, por não poderem comparecer à festa, pediram para que Mairim levasse os presentes para a revelação. Na carruagem de Mairim, portanto, vieram: o monólito de Jobs, o livro para Alebasi, um outro pacote com o Vale presente, o porta moedas que o Onurb daria para o Odnanref, o presente de Mairim para Aleirbag e a essência de Asilanom para Anaibaf.

Quando Erdna foi entregar o presente, deparou-se com todos esses pacotes e imaginou (por que não se comunicou com Onurb), que o vale presente seria para Onairda e assim o fez.

Essa história é real, aconteceu em tempos modernos e os nomes originais foram preservados para evitar a humilhação (kkkkkk).

A grande mensagem por trás disso tudo é que muitas vezes temos que delegar, por absoluta falta de tempo mas, quando você delegar uma tarefa pela qual você terá que submetê-la adiante, tenha a certeza de que você checou todas as variáveis e está confortável com o nível de entrega que lhe foi feito. Caso contrário, poderá gerar uma tremenda confusão!